quarta-feira, 26 de junho de 2013

A QUEM TE BATER NUMA DAS FACES, MANDELA...

 
A quem te bater numa das faces, oferece-lhe também a outra; e a quem te levar a capa, não impeças de levar também a túnica.
Lc. 6, 29
 
       É dura a recomendação evangélica. Muitos lêem-na como sinal de humilhação e derrota perante os outros, e no entanto é sinal de exaltação e vitória.
       Mandela, preso durante mais de 25 longos anos, conseguiu vencer o ódio. Primeiro o seu e depois o dos seus inimigos.
       Hoje tem o mundo a seus pés e os antigos inimigos ajoelham elevando as mãos e as preces aos céus, pedindo por ele.
       Despojando-se do ódio e do poder, dando a outra face e a túnica, é hoje o homem mais amado e mais poderoso no coração do mundo. Quem lhe bateu e lhe levou a capa jaz humilhado.
        Francisco de Assis escreveu, Mandela pôs em prática:
 
Senhor, fazei-me instrumento de vossa paz.
Onde houver ódio, que eu leve o amor;
Onde houver ofensa, que eu leve o perdão;
Onde houver discórdia, que eu leve a união;
Onde houver dúvida, que eu leve a fé;
Onde houver erro, que eu leve a verdade;
Onde houver desespero, que eu leve a esperança;
Onde houver tristeza, que eu leve a alegria;
Onde houver trevas, que eu leve a luz.
Ó Mestre, Fazei que eu procure mais
Consolar, que ser consolado;
compreender, que ser compreendido;
amar, que ser amado.
Pois, é dando que se recebe,
é perdoando que se é perdoado,
e é morrendo que se vive para a vida eterna.
 
imagem tirada daqui:


3 comentários:

  1. Que todos aprendam com este HOMEM o que vale e o que não vale a pena, eu imagino que ele deve sentir uma paze espírito muito grande só por não odiar. Bem haja Mandela e tu João fizeste-lh uma bela homenagem, pudesse ele ler.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado. Mandela é, de facto, um ser superior.

      Eliminar
  2. Hoje, esta Homenagem é bem atual, peço a todos que falam no ser que ele foi que não se esqueçam do que hoje proclamam, e continuem a ser-lhe fiel nas suas convicções, bem haja Mandela pede a Deus que olhe pela tua África e também pelo resto do mundo. Muito bonito o que escreveste, não me canso de dizer-te João, sempre atento

    ResponderEliminar